Richter Gruppe Empreendimentos & Participações

Junte-se a nós e invista em empreendimentos inteligentes.

O tripé da sustentabilidade e sua relação com o ambiente empresarial

Josi Birckheuer Richter

Publicado por: Josi Birckheuer Richter

11 março, 2018

Hoje em dia, o papel das empresas na aplicação de políticas sustentáveis é cada vez maior. É crucial que os empreendedores levem em conta como afetam o meio ambiente, a sociedade e a economia em que vivem. Tanto para garantir a própria sobrevivência quanto o melhor futuro para todos. E uma forma de entender isso é utilizando o tripé da sustentabilidade. É um conceito simples e, em muitos aspectos, intuitivo para qualquer pessoa.

Esse tripé representa as três dimensões de um desenvolvimento empresarial sustentável em todos os sentidos. Se uma das pernas quebra, a empresa começa a perder estabilidade e pode não ser tão útil para as pessoas ao seu redor. Assumir essas responsabilidades é um passo importante para garantir a durabilidade de um negócio e estender esses benefícios ao resto da sociedade.

Se você já possui uma empresa e quer torná-la mais relevante e sustentável, este artigo pode ajudá-lo bastante. Vamos falar um pouco mais sobre como esse tripé é composto e o que você deve fazer para investir nele. Acompanhe.

Quais são as pernas do tripé da sustentabilidade?

1. Social

Como o nome já diz, essa perna é relacionada ao capital social da empresa, que são as pessoas que estão envolvidas nela. Isso inclui seus colaboradores, seus clientes e quaisquer grupos que sejam afetados pelos seus serviços, incluindo a comunidade de atuação. E, como você deve saber, não se faz negócio sem estes componentes.

O investimento no lado social e coletivo da sustentabilidade começa com melhores acordos de trabalho, como salários justos, metas alcançáveis e condições adequadas. Em seguida, você deve pensar nos seus clientes, por meio de preços justos, produtos de qualidade e mínimo de efeitos negativos. Por fim, considerar o grande esquema da sociedade: uma imagem íntegra, uma boa mensagem etc.

2. Ambiental

Esse costuma ser o primeiro termo que vem à mente quando se fala em sustentabilidade. Dependendo da forma como sua empresa atua, pode ser que ela cause mais ou menos danos à natureza, o que tem diversos impactos ao longo do tempo. Minimizar esses problemas é uma responsabilidade de toda a organização.

Atitudes simples, como poupar energia, economizar água e promover coleta seletiva para reciclagem já fazem toda a diferença. E essas atitudes podem se estender ainda mais buscando parcerias que o ajudem a diminuir a poluição e gerem um ambiente de trabalho mais saudável.

3. Econômica

O termo “economia” no tripé da sustentabilidade não significa “controlar muito dinheiro”, nem fala necessariamente sobre negócios. Ele segue uma definição mais antiga, que diz “tomar conta da casa”. Ou seja, você cuida da estrutura, organização e, claro, das finanças do seu negócio.

cuidando das finanças da empresa

No contexto empresarial, esse tema pode ficar um pouco confuso, mas basta pensar no seu negócio como uma segunda casa na qual vivem várias pessoas. Grandes empresas dão trabalho a muitos indivíduos, não apenas dentro de um escritório ou loja. Você precisa considerar as repercussões de suas ações para todas essas pessoas se pretende manter sua casa organizada, financeiramente saudável e até para gerar novos negócios.

Como elas são aplicadas ao ambiente empresarial?

O meio ambiente é fonte de riqueza

Muitas pessoas ainda acreditam que os recursos oferecidos pela natureza são infinitos, ou que não há problema em consumi-los rapidamente. Você já deve entender que isso não é uma verdade. Sim, o meio ambiente gera riquezas, tanto com os recursos naturais quanto com sua capacidade de sustentar uma vida saudável. Porém, ele também precisa de cuidados para continuar oferecendo esses benefícios.

Ter responsabilidade ambiental também gera vantagens para um negócio. Lembre-se: qualquer dano causado hoje volta para você no futuro. Se o tripé da sustentabilidade não estiver completo, uma empresa não pode se manter para sempre.

A qualidade das pessoas é a qualidade do negócio

Já dissemos isso, mas não custa nada reforçar: um negócio só se faz com pessoas. Nenhuma economia se sustenta, seja de forma geral ou local, sem o empenho dos indivíduos. Quando seus colaboradores, clientes e parceiros têm melhores condições, eles se tornam mais relevantes e contribuem muito mais para o seu negócio.

Ao investir em capacitação, melhores equipamentos e recompensas para motivar sua equipe, você também está investindo em sua própria economia. Afinal, mesmo que você consiga um negócio tecnicamente sustentável, não adianta coisa alguma se não for possível trazer o melhor para todas as pessoas envolvidas no processo.

investir em capacitação do colaboradores

Um bom ambiente gera mais qualidade de vida

Quando você investe em uma parte do tripé da sustentabilidade, não é difícil ver como suas ações afetam os demais parâmetros. Lembre-se do começo de sua carreira, quando você provavelmente tinha menos recursos para cumprir suas funções, uma mesa menos confortável, pouco espaço para todo o material e falta de equipamento. Tudo isso certamente o atrapalhava.

Pensar na melhor qualidade do ambiente tem um efeito direto na sua produtividade. Locais ventilados, limpos e com espaço para se deslocar não são luxos, são componentes vitais para desenvolver um bom ambiente, manter a saúde da equipe e permitir que todos atinjam seu potencial. Tudo que você fará aqui é facilitar esse processo.

O pensamento a longo prazo é o melhor para todos

Por fim, você deve sempre considerar as consequências de suas ações no curto, médio e longo prazo. Algumas coisas podem beneficiá-lo de imediato, mas se você não pensar com cuidado ao tomar essa decisão, pode ser que tenha um prejuízo muito maior daqui a alguns meses ou anos.

Seu objetivo não deve ser construir o maior patrimônio possível hoje ou até a próxima semana. Deve-se criar algo sólido, que sobreviva em tempos de crise, beneficie o maior número possível de pessoas e que seja sustentável por várias gerações. Não tenha pressa em alcançar grandes resultados, apenas faça o que precisa fazer a cada dia e invista nas oportunidades certas para o futuro.

Agora que você entende como funciona o tripé da sustentabilidade, pode usá-lo para equilibrar melhor suas responsabilidades com o meio ambiente, a sociedade e com a economia. Quer aprender um pouco mais sobre o tema? Veja aqui um artigo sobre a importância dos empreendimentos sustentáveis para o meio ambiente.

Fale com a gente

+55 51 98585-0651

+55 51 98585-0651 falecom@richtergruppe.com.br
Av. Benjamin Constant, 1126 - sala 1002
Prédio Profissional Hickmann - Centro - Lajeado/RS
CEP 95.900-104
Fale com a gente

+55 51 98585-0651

+55 51 98585-0651
falecom@richtergruppe.com.br
Av. Benjamin Constant, 1126 - sala 1002
Prédio Profissional Hickmann - Centro - Lajeado/RS
CEP 95.900-104
Facebook Instagram Pinterest Vimeo Google+
Abrir Chat
Close

Dúvidas? Entre em contato